União Europeia aposta no processo de integração económica dos Países do Magreb Árabe – UMA

Estimular o processo de integração económica dos países do Magreb Árabe» e «retomar o processo de diálogo directo» entre estes países e a União Europeia,foi principal objectivo deste reunião, afirmou Luís Amado, Ministros de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Presidente do Conselho de Ministros da União Europeia, na Conferência de Imprensa no final da reunião da Troika UE com a União do Magreb Árabe – UMA.  https://eu2007.pt

Para Luís Amado, «apesar das dificuldades que têm marcado a vida nesta região» e que têm impedido, desde 1991, que se realizasse um encontro com este formato, existe agora «uma vontade política expressa por todos para retomar o processo de diálogo directo entre a UE e os países do Magreb Árabe, na tentativa de reforço da acção multilateral». Segundo o Ministro dos Negócios Estrangeiros português existem agora grandes expectativas em relação ao processo de integração destes países.

Além de Luís Amado, estiveram também presentes na Conferência de Imprensa, Javier Solana, Secretário-Geral do Conselho e Alto Representante para a Política Externa e Segurança Comum, Benita Ferrero-Waldner, Comissária Europeia para as Relações Externas e Política de Vizinhança, Ramadan Ahrm Barak, reponsável  pelos Assuntos Europeus da Líbia e presidente em exercício da UMA e  Abib Bem Yahia, secretário-geral da UMA.

Para Benita Ferrero Waldner, este encontro prova sem equívocos que os países do Magreb estão mais perto da União Europeia e a sua relação com  a Europa é um modelo a seguir. Segundo a Comissária Europeia, agora a aposta está no desenvolvimento económico, na criação de empregos e no investimento.

Para Javier Solana, a grande questão é saber «porque é que não nos reunimos há mais tempo?» De acordo com o Secretário-Geral do Conselho, a relação entre os países do Magreb e a UE é excelente.

Após a troika da UE com a União do Magreb Árabe – UMA, Luís Amado seguiu para a reunião da troika da UE com Autoridade Palestiniana estando marcadas para o final da tarde mais dois encontros bilaterais: a troika UE- Liga Árabe e a troika UE-  Israel.

Estes trabalhos precedem a abertura do IX Reunião Ministerial Euro-Mediterrânica de Negócios Estrangeiros. Uma parceria criada em 1995 e que envolve os 27 países da União Europeia, a Argélia, Autoridade Palestiniana, Egipto, Israel, Jordânia, Líbano, Marrocos, Síria, Tunísia e Turquia.

Clique aqui para saber mais sobre esta reunião